sábado, 1 de dezembro de 2012

Cantores dos Anos 80 - Billy Idol


O cabelo louro oxigenado e a eficácia da sua voz, capaz de cantar as mais duras músicas rock, como também as baladas mais suaves e sentimentais, fizeram dele um ícone dos anos 80.

Começou a marcar pontos na música como vocalista da banda punk Generation X. Quando o grupo se desfez, Idol juntou-se ao guitarrista e compositor Steve Stevens. Juntos, levaram o punk rock aos Tops's e os seus vídeos tiveram imenso destaque na MTV, a dar também os primeiros passos nessa altura. Billy nasceu numa família inglesa e muito religiosa. Quem diria, que durante toda a sua infância e adolescência, frequentou os escuteiros de St. Mary!

Em 1971, lá conseguiu sair do colégio onde estudava e mudou-se para uma escola onde não era obrigado a usar uniforme e onde não era proibido deixar crescer o cabelo. Depois de fazer parte do clube de fans dos Sex Pistols e de, sempre contra a vontade dos pais,ter formadoumas quantas bandas. Certo diadesistiude estudar para se dedicar apenasà música.

De William Broad passou a Billy Idol e, na era do 'New Wave' em força, teve que se esforçar muito para conseguir que a música, punk rock, tocasse na rádio. Acabaria por ser a recém chegada MTV a mudar-lhe o cenário. Os vídeos das músicas 'White Wedding' e 'Dancing with myself', durante seis meses, passavam a toda a hora. O segundo disco, 'Rebel Yell', em 1983, foi um êxito estrondoso! As músicas 'Eyes without a face' e 'Flesh for fantasy' são duas das responsáveis.

No álbum seguinte, 'Mony Mony' foi uma das músicas que mereceu lugar de destaque nas tabelas de vendas. Consumidor de drogas, tem no seu curriculum histórias de posse de droga, episódios de agressões e vandalismo. Nunca chegou a casar-se, mas tem dois filhos, hoje adultos: um rapaz e uma rapariga.

Em 1990, quando estava prestes a lançar novo disco, a caminho do estúdio, teve um acidente de mota grave, onde quase perdeu a perna. O disco não chegou a sair, mas Idol não desistiu. Foi sempre fazendo parte de vários projetos até 93, o ano de mais um disco com originais, 'CyberPunk', mas que passou despercebido.

Já em 2000 um disco de 'Greatest Hits' vendeu mais de um milhão de cópias. Finalmente,em 2005, lançou um disco de originais.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...