domingo, 29 de setembro de 2013

Cantores dos Anos 80 - Kenny Rogers

NOME: Kenneth Ray - Kenny Rogers
DATA DE NASCIMENTO: 21-08-1938
ORIGEM: Houston - Texas - EUA
ÊXITOS: 'Ruby, Don't take your love to town'; 'Lucille'; 'Coward of the County'; 'Every time Two Fools Collide'; 'Don't Fall in Love With a Dreamer'; 'Lady'; 'We've Got Tonight'; 'Islands in The Stream'



Até à data, já gravou 65 álbuns, ganhou praticamente todos os prémios que há para ganhar e vendeu mais de 120 milhões de discos. Começou a sua carreira a meio dos anos 50, com um grupo chamado The Scholarse, mais tarde, juntou-se ao grupo de jazz The Bobby Doyle Trio, com quem tocava todas as noites em clubes noturnos.

Em 1967, Kenny Rogers, na época com uma imagem hippie, com cabelo comprido, brinco e óculos de sol cor-de-rosa, formou os The First Edition com quem teve o seu primeiro grande êxito, 'Ruby, Don't take your love to town', e com quem se manteve durante dez anos. 

The Gamblere Kenny são considerados os dois álbuns de Kenny Rogers que mais influenciaram a música country das últimas décadas. A música Lucille foi o seu primeiro grande êxito fora dos Estados Unidos, conquistando o primeiro lugar dos top's de vendas em 12 países. A proeza repetiu-se pouco tempo depois, com 'Coward of the County'. 

Durante os anos 80, gravou uma série de duetos que se ouviram em todo o mundo e que venderam milhões: Every Time Two Fools Collide, com Dottie West; Don't Fall in Love with a Dreamer, com Kim Carnes, We've Got Tonight com Sheena Easton e Islands in The Stream, com Dolly Parton. 

Como ator, já participou em bastantes filmes e séries de televisão e, enquanto fotógrafo, editou dois livros com a publicação das suas fotografias. 

Nos últimos anos, apesar de gravar menos originais, Kenny Rogers mantém-se extremamente ocupado com trabalhos de solidariedade e concertos e com a gestão da sua cadeia de fast-food (Kenny Rogers' Roasters). Atualmente, passa cada vez mais tempo na sua quinta a cuidar dos seus cavalos.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Os Jovens Heróis de Shaolin

Os Jovens Heróis de Shaolin foi uma série, exibida pela RTP na década de 80, que conta a história dos 3 heróis mais famosos de Shaolin da dinastia Ching, durante os seus tempos de juventude. Na série ficámos a conhecer a grande exigência do treino de kung-fu a que os jovens eram sujeitos no templo de Shaolin: Hung Hei Goon, Fong Sai Yuk e Woo Wai Kin - que vão tentar tornar-se mestres de Kung-Fu ao mesmo tempo que lutam para destronar a Dinastia Ching e repor a Dinastia Ming.

Uma das características comuns aos filmes de artes marciais das décadas de 80 e 90 é o recurso ao folclore chinês e a efeitos especiais hoje considerados qualitativamente duvidosos, mas para a pequenada... isto era do melhor que havia. Por vezes os jovens voavam literalmente sobre casas ou pessoas, moviam-se quase como serpentes escondidas. As artes marciais estavam no seu auge, Bruce Lee surgia no cinema como herói asiático do século XX. No pequeno ecrã nos sábados perto da hora do almoço apareciam 3 jovens heróis prontos a defender o bem e combater o mal. Os "Jovens Heróis de Shaolin" ou "Ying hung chut siu nin" no original.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Cinema dos Anos 80 - Aeroplano


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

sábado, 21 de setembro de 2013

Grupos Musicais Portugueses - Belaurora

O Grupo de Cantares "BELAURORA", da Vila de Capelas, Concelho de Ponta Delgada, ilha de São Miguel,foi fundado no dia 17 de Maio de 1985.

A Polygram lançou em Maio de 1987 o seu primeiro trabalho discográfico, um LP intitulado "E do velho se faz novo…".

Em 1992 foi editado, através da UPAV (União Portuguesa de Artistas de Variedades), o disco "Cantos d'Outrora" que foi um dos discos concorrentes ao "Prémio José Afonso".

Em 1994 participam numa recolha de música popular portuguesa e açoriana, efectuada por uma equipa francesa. A música do grupo surge assim numa colectânea sobre Portugal ("Voyage Musical", 1994) e mais tarde numa colectânea sobre os Açores.

Nesse ano o disco "Cantos d'Outrora", com o título de "Musiques Traditionelles des Açores par le groupe Belaurora", é editado em França, com distribuição em mais 52 países, pela Sunset France.

Participam com quatro temas na colectânea "Les Açores - The Azores" (Auvidis, 1995).

No dia 25 de Fevereiro de 1996 actuam no Théâtre de la VilIe, em Paris, integrado na "Saison 95/96". O disco "Entre Cantos e Marés" é editado em fins de 1996 pela Dínamo.

A convite da Direcção Regional da Cultura dos Açores actuam na Expo98 no dia dedicado à Região.

Em Maio de 1999 lançam o disco "Lágrimas de Saudade". "Cantorias", que constitui o volume 8 da "Colectânea de Música Tradicional dos Açores" publicada por Emiliano Toste, é lançado nos finais desse ano.

No dia 25 de Maio de 2000, por altura do 15º aniversário da sua fundação, lançam o duplo CD "Quinze Anos de Cantigas" com os melhores 44 temas do grupo. Em Agosto participam na Expo 2000, realizada em Hannover, na Alemanha.

Em Outubro de 2003 lançam o álbum "Achados do Tempo". "O Cantar Que Nos Embala" é editado em Maio de 2004.

DISCOGRAFIA
...e do Velho se faz Novo... (LP, Polygram, 1987)
Cantos d'Outrora (CD, Caravela/UPAV, 1992)
Entre Cantos e Marés (CD, Dínamo, 1996)
Lágrimas de Saudade (CD, Açor, 1999)
Cantorias (CD, Açor, 1999)
15 Anos de Cantigas (Compilação, Açor, 2000)
Achados do Tempo (CD, Açor, 2003)
O Cantar Que Nos Embala (CD, Açor, 2004)

Colectâneas
Voyage Musical (1994) -
Les Açores - The Azores (1995) -

NO RASTO DE ...
Carlos Sousa continua a ser o director musical do agrupamento que é formado por elementos, todos amadores, de variadas idades e residentes, na sua maioria, na vila de Capelas, no norte da ilha de São Miguel.


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Cantores dos Anos 80 - Eddy Grant

NOME: Edmond Montague Grant - Eddy Grant
DATA DE NASCIMENTO: 05-03-1948
ORIGEM: Plaisance, Guiana
ÊXITOS: 'Baby Come back'; 'Electric Avenue'; 'I Don't Wanna dance'; 'Gimme Hope Joanna'




Utilizou abertamente a sua música para contestar o apartheid e outras injustiças politicas e sociais da altura. 'Gimme Hope Jo'anna' é um dos bons exemplos. Eddy Grant é reconhecido como um dedicado promotor da cultura e dos direitos da comunidade negra. Toca todos os instrumentos e fez todas as vozes que ouvimos nas suas canções. 
Nasceu nas Caraíbas, na Guiana, em 1948. Os pais mudaram-se para Londres quando Eddy era pré-adolescente, depois da Segunda Grande Guerra, no final dos anos 50. Cresceu ao som do rock'n roll de Chuck Berry e acompanhou o nascimento da música pop. Nos anos 70, juntou o que ouviu às suas origens étnicas e criou os 'The Equals'. Durante um ano e meio, conseguiram levar ao Top 10 da tabela de vendas britânica, três músicas... 'Baby Come Back' é uma delas. 

Com uma vida acelerada e debaixo de muita pressão, Eddy Grant, apenas com 21 anos, teve um ataque cardíaco, que o obrigou a parar e a refletir sobre o ritmo de trabalho que tinha. Deixou os 'The Equals' e abriu o seu próprio estúdio, onde passou a gravar e a produzir os seus discos e a música de novos artistas a quem estava sempre atento. 

Comercialmente, a segunda metade dos anos 80 foi a fase de maior sucesso de Eddy Grant. Em menos de quatro anos viveu intensamente o êxito internacional de músicas como 'Electric Avenue', 'I Don't Wanna Dance' e 'Gimme Hope Joanna'. Foi também esta a altura em que criou a sua própria editora discográfica, a 'Ice Records' que administra até hoje. 

Já há muito tempo que se mudou, com a mulher Anne, com quem está casado há mais de 30 anos e de quem tem quatro filhos, para os Barbados, onde construiu um Complexo de Estúdios, 'Blue Wave' de grandes dimensões. Enquanto seus clientes, já passaram por lá Mick Jagger, Sting e Elvis Costello.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Post-It

O post-it é um pequeno papel (popularizou-se em amarelo) com um adesivo de fácil remoção, de forma a poder ser facilmente colado, retirado e recolocado por algumas vezes, sem deixar marcas ou resíduos. É usado para fazer anotações e são geralmente colocados nos monitores de PC's, áreas de trabalho, cadernos, etc.

O post-it foi originalmente criado no ano de 1977 pelo norte-americano Art Fry. Fry cantava no coro da igreja e sempre que abria o livro de cânticos, deixava cair o marcador. Cansado disso, Fry decidiu aplicar o adesivo de fácil remoção. Hoje é possível encontrá-lo em diversas cores, tamanhos e até mesmo produtos para guardar blocos de Post-it. Actualmete, a empresa 3M possui a patente e os nomes 'Post-it' em amarelo canário são marcas registradas da 3M.

Em 2003 uma versão nova foi lançada, o Post-it Super Stick, com uma cola mais aderente. Esta nova versão facilita o uso de Post-it na vertical e em superfícies rugosas.

domingo, 15 de setembro de 2013

Cinema dos Anos 80 - Against All Odds


sexta-feira, 13 de setembro de 2013

A cassete celebra 50 anos



Aquela que foi a companhia predileta dos jovens apaixonados por música durante as décadas de 1970, 80 e 90 foi criada há 50 anos.

A cassete celebra esta sexta-feira os 50 anos desde a sua criação. Hoje em dia é uma tecnologia esquecida e praticamente abandonada, mas o que os mais jovens consideram atualmente ser um objeto do milénio passado, foi outrora um meio revolucionário.

Criada pela Phillips a 13 de setembro de 1963, a descendente do cartucho de oito pistas foi originalmente pensada para substituir a fita de bobina para voz mas acabou por se tornar mundialmente popular para gravação áudio e playback.
Conseguiu alcançar o disco LP como o formato de música mais vendido no início dos anos 70 e, até ao final dos anos 90, foi, a par do CD, campeão de vendas neste mesmo registo.
E, como tudo na vida, hoje a cassete é odiada por uns, amada por outros e ignorada por muitos: os mais velhos vão-se lembrar dos insultos que dirigiram à cassete e aos músicos que lançavam a sua música neste formato, alegando que veio estragar toda a magia dos discos vinis. Por outro lado, os que cresceram durante as décadas de 80 e 90 não se esquecem das horas passadas em frente ao rádio, à espera que os locutores preferidos mostrassem os novos sons para meter a cassete a gravar David Bowie ou Sex Pistols e depois Ramones ou Nirvana.
No entanto o avanço tecnológico e os novos e melhorados formatos remeteram a mítica cassete para o esquecimento nos últimos 15 anos.
Hoje em dia já ninguém se gaba de conseguir enrolar a fita em menos de 30 segundos ou de ser o melhor a escolher as músicas pela ordem perfeita para fazer aquela compilação para dar à namorada na escola.
Todas estas memórias foram possíveis com a ideia que passou a existir há 50 anos. Parabéns à cassete.

Notícia retirada daqui

Genéricos de Séries - Verão Azul

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Grupos Musicais Portugueses - Bateau Lavoir

Miguel Pedro começou por ser vocalista nos WC. O grupo, formado em 1981, conseguiu chegar à final do festival "Só Rock" que se realizou em Coimbra.

Ainda em 1981 passou para a bateria e fundou os AuAuFeioMau, conjuntamente com Adolfo Luxúria Canibal. A passagem de ano de 1981 para 1982, realizada no bar Fábrica (Braga), juntou WC, AuAuFeioMau, Firmino e Soren.

Em 1982 gravam o single "Domingos de Manhã" para a editora Rotação. O disco é editado como Sub-Verso, nome escolhido por António Sérgio.

Em 1983, Miguel Pedro (bateria), o irmão Zé Luís (voz e baixo) e Bula (guitarra) mudam de nome para  Bateau Lavoir - nome do estúdio de Picasso que viu nascer o movimento cubista.

Os Bateau Lavoir concorrem ao 1º Concurso do Rock Rendez Vous, em 1984, mas não são apurados. Os Auaufeiomau acabaram nesse ano e no final de 1984 começam os Mão Morta. 

Os Bateau Lavoir participaram também no 3º concurso do Rock Rendez Vous (1986). Concurso que revelou igualmente os RongWrong e Mão Morta.

Fazem a primeira parte do concerto dos britânicos Echo & Bunnymen.

Em 1987, Miguel Pedro juntou-se a Manuel Leite e formou os Humpty Dumpty.

Os Bateau Lavoir participaram na primeira compilação "À Sombra de Deus", editada em 1989, com o tema "Até Um Dia". O grupo terminou dois anos depois.

DISCOGRAFIA
Colectâneas
À Sombra de Deus - Braga 1988 (1989) - Até Um Dia

FORMAÇÃO
Zé Luís (voz e baixo)
Miguel Pedro (bateria e voz)
João P. Fiúza (filiscorne e trompete)
Zé Eduardo (teclas e voz)
Bula (guitarra)

NO RASTO DE...
Miguel Pedro está nos Mão Morta desde 1984.

Zé Luís  está ligado à música tradicional galega.

Bula é Técnico de Som.

Miguel Pedro e Bula gravaram um disco com a banda Mundo Cão.


segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Deep Purple


NOME: Deep Purple
ORIGEM: Inglaterra
ANO DE FORMAÇÃO: 1968
ÊXITOS: 'Smoke on the water' (1972)




Os Deep Purple são uma banda de hard rock e são considerados, por muitos, como uma das bandas criadoras do heavy metal e do hard rock, embora eles rejeitem esta responsabilidade ou qualquer outro tipo de rótulo. Por cá, 'Smoke on the water' é a música mais conhecida (gravada, pela primeira vez, em 1972). 

Chris Curtis, o ex-baterista do grupo 'The Searchers' teve a ideia de juntar vários músicos talentosos num grupo - Roundabout - que, traduzindo à letra, significa carrossel, no entanto, Chris, que estava profundamente envolvido em drogas, desapareceu misteriosamente. Os restantes elementos decidiram avançar juntos com o projeto, embora tenham mudado o nome para Deep Purple, ao que se sabe, o nome da música preferida da avó de Blackmore. 

Até hoje, já mudaram de formação muitíssimas vezes, mas, inicialmente, faziam parte da banda, Ian Gilann (voz); Ritchie Blacmore (Guitarra); Jon Lord (teclado); Roger Glover (Baixo) e Ian Paice (bateria). 

Lançaram o primeiro disco, Shades of Deep Purple, em setembro de 1968, todo com versões progressivas de músicas de outros artistas, como os Beatles e Jimi Hendrix. Num constante entra e sai de elementos e, como consequência, numa constante mudança de projetos musicais, gravaram discos quase todos os anos. 

Foi em Montreaux, na Suiça, em 1971, que gravaram o álbum de maior êxito até hoje. Um disco ao vivo, no mesmo local onde todos os anos é realizado o famoso Festival de Jazz. Smoke on the Water é deste disco. 

Cinco anos depois, o ambiente dentro da banda foi ficando cada vez mais conflituoso e, em março de 1976, os Deep Purple, que chegaram a entrar no Guiness como a banda mais barulhenta do Mundo, separaram-se. 

Voltaram a juntar-se em 1984 com a sua formação de maior sucesso - Gillan, Blackmore, Paice, Glover e Lord - e lançam um disco com as melhores músicas da banda. Daqui para a frente, a maior parte da carreira dos Deep Purple tem sido passada na Estrada, em tournée, no entanto, entre 2003 e 2005, gravaram dois novos discos.



sábado, 7 de setembro de 2013

Caldos Knorr

A história da origem dos caldos Knorr é um daqueles casos em que uma necessidade acaba por produzir um bem de valor superior ao que lhe era atribuído inicialmente. Mr.Knorr tinha uma fábrica onde secava e moía chicória para produzir lotes de café; na altura a alimentação dos operários era uma questão dramática que era urgente resolver.

Com a experiência que tinha no tratamento da chicória, começou a secar vegetais e ervas aromáticas de modo a que estas não perdessem os seus valores nutricionais. Daí nasceram as sopas desidratadas que Mr.Knorr passou a distribuir pelos operários.

Rapidamente o produto entrou para o mercado e passou a ser a principal fonte de receitas de Mr.Knorr. Em 1962, a Knorr fundou um instituto de pesquisa e desenvolvimento em Heilbronn, e em 1967 um centro culinário para testar novas receitas.

Com a aquisição a nível mundial da Bestfoods pela Unilever, em setembro de 2000, a empresa portuguesa Knorr Bestfoods Portugal foi redenominada de Unilever Bestfoods Portugal. Em dezembro de 2004 a Unilever e a Jerónimo Martins celebraram um acordo visando a integração da Unilever Bestfoods Portugal na Fima.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Cinema dos Anos 80 - África Minha


terça-feira, 3 de setembro de 2013

domingo, 1 de setembro de 2013

Grupos Musicais Portugueses - Bastardos do Cardeal

Grupo de Viseu. No início de 1985 aparecem referidos no jornal BLITZ. Em Julho tocam em Aveiro no Festival Agitarte.

O tema "Aranha" é incluído na colectânea "Divergências" de 1986.

O Zé Valor  entra para o grupo em Setembro de 1988, após a saída do guitarrista que se mudara de Viseu para Lisboa.

 Tinha uma velha guitarra portuguesa que não sabia tocar, e com a qual se apresentou (devidamente electrificada à sua maneira), sendo talvez a melhor coisa que aconteceu à banda, pois operou nela a transformação sonora que era necessária, fazendo-a emergir duma adolescência que tardava em acabar.

Zé Valor sai do grupo.

Em 1989 participaram no 9º aniversário do Rock Rendez Vous. Bastardos do Cardeal - Viseu 1988 7 21:34 2
Bastardos do Cardeal - RRV Lisboa 1989 3 14:22 3

"Esta Vontade De Morrer" era um dos melhores temas dos anos 80, ao vivo no rrv tinha uma força do caraças.

"Aranha" foi incluído numa compilação brasileira recente.

Alguns dos elementos que passaram pelo grupo são Morgadinho, Vaz Patto e José Valor.

DISCOGRAFIA
Divergências (1986) - Aranha

NO RASTO DE ...
Quando o Zé Valor saiu dos Bastardos não parou e pôs em marcha o projecto CPRB (Centro Pesquisas Ruído Branco) que teve uma maqueta em 1989. Também fez parte dos Lucretia Divina.

José Valor (sintetizador, samplers, caixa de ritmos) e Vaz Patto (guitarra) (+Angelo Almeida) formaram os Major Alvega em Junho de 1990. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...