sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Summer Job


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Grupos Musicais Portugueses - Cruise

Grupo formado por Paul Scorp.

A 4 de Outubro de 1986 participaram no festival Metal Stage, ocorrido no Cine Plaza da Amadora, com os Valium, Satan´s Saints e STS Paranoid.

Em 1987 conseguem lançar um single, "Kiss In The Rain", através das lojas Bimotor.

O grupo acaba por terminar em 1988.

DISCOGRAFIA
Kiss In The Rain/While We Stay Together (Single, Bimotor, 1987)

NO RASTO DE ...
O vocalista: Paulo «Tao» Fernandes formou os Tao.

Noticia retirada daqui

Grupos Musicais Portugueses - Culto da Ira


Grupo do Porto formado por Lourenço Rocchi (voz), Miguel Pais (bateria), Rui Martins Pereira (baixo) e Miguel Assis (guitarra).

Participaram no 1º concurso de Música Moderna do Rock Rendez Vous onde ficaram em terceiro lugar. O tema "Testamento", gravado em 8 de Julho de 1984, aparece na primeira compilação da Dansa do Som.

Foram considerados uma das revelações de 1984 para o programa "Som da Frente" de António Sérgio.

DISCOGRAFIA
Colectâneas
Ao Vivo no Rock Rendez-Vous em 1984 (1984) - Testamento

NO RASTO DE...
Rui Martins Pereira ("31") é proprietário do clube "31" e dirige o café-concerto do Rivoli, no Porto. O facto de ter uma empresa de têxteis não o impede de exercer a actividade de disc-jockey. (JN)

Lourenço é arquitecto e está ligado ao projecto de um restaurante, enquanto decorador e sócio. (JN) Foi vocalista dos Fado Colorado.

Miguel Assis é fiscal de obras, nomeadamente estádios. (JN)

Miguel Pais fez parte dos Johnny Johnny e Pippermint Twist (1986).

Pedro Saraiva foi fundador dos Ex-Position (1986), China Clube e DR Sax (1993). Colaborou como desenhador na série "Major Vega". Produziu So Watt, Pedro Miguéis ("És O Tal") e TC ("Voulez-Vous").

Noticia retirada daqui

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Barbarian Queen


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Fúria Silenciosa

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Ator


domingo, 23 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Body Rock

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Thunder Warriors


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Cantoras dos Anos 80 - Ofra Haza



Ofra Haza nasceu numa família de judeus do Iémen que emigraram para Israel fugidos da perseguição movida naquele país. Era a mais nova de nove irmãos e cresceu num bairro desfavorecido de Tel Aviv. 

Aos 12 anos cantava e representava num grupo de teatro local, com muito sucesso em Israel e, aos 17 anos, venceu o concurso nacional de canção oriental. Depois de cumprir o serviço militar obrigatório, surge então, em 1978, o seu primeiro disco. 

Participou no Festival Eurovisão da Canção, onde alcançou o segundo lugar. A meio dos anos 80, Ofra Haza fez um disco numa linha musical mais étnica com a intenção de homenagear os pais e a cultura tradicional do Iémen, mas, dois anos depois, com o objetivo de se concentrar numa carreira internacional, fixou-se em Los Angeles (EUA).

Em 1988 foi com a música 'Im Nin' Alu', onde as sonoridades do Médio Oriente se misturam com os sintetizadores e onde a letra oscilava entre o árabe e o inglês, que Ofra Haza ficou conhecida nos quatro cantos do Mundo. 'Im Nin' Alu', chegou ao primeiro lugar dos Top's e manteve-se por lá durante várias semanas e em vários países. 
Mais um álbum no ano seguinte, 'Desert Wind', e em 1992, o disco 'Kyria' valeu-lhe uma nomeação para os Grammy. 

A convite de Yitzhak Rabin, primeiro-ministro de Israel, Ofra Haza atuou na cerimónia de atribuição do Prémio Nobel da Paz, em 1994, que teve como galardoados, para além do próprio Yitzhac Rabin, Shimon Peres e Yasser Arafat. 

Ao longo da sua carreira, colaborou com variadíssimos artistas, como Iggy Pop, Sisters of Mercy, Lou Reed, Paula Abdul e os Duncan Dhu. Vitima de complicações associadas ao vírus da sida, Ofra Haza faleceu em 2000.

Noticia retirada daqui

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Bronx Warriors


terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Bronx Warriors


segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Grupos Musicais Portugueses - Croix Sainte


Grupo constituído por João Roberto (baixo), André Louro de Almeida (voz), Paulo Monteiro (guitarra) e Luís San Payo (bateria). 

O grupo formou-se em 1981. Em 1984 concorrem ao 1º Concurso do Rock Rendez-Vous onde ficam em 3º lugar. O tema "The Life Of He", gravado em 13/5/84, aparece na compilação "Ao Vivo No Rock Rendez Vous em 1984".

No ano seguinte lançaram o máxi-single "The Life of He" (edição do grupo, AR001). Nas gravações participaram João Robert, Paulo Monteiro, Luís San Payo, André mais Alexandra Louro de Almeida (piano) e Daniel (violino). O disco  incluía os temas "The Life Of He" e "Everspring", no lado A - "Green Side", e "Enabell" e "The Birthday" no "Blue Side".

Ainda nesse ano o grupo desloca-se a Toulose, França, para actuar no "Les Biceps del Rock". Paulo Miranda (processamento de efeitos e teclas) participa em alguns concertos deste ano. 

O tema "We Built Cities" é incluído na colectânea "Divergências" da Ama Romanta.

O LP "Earth Time" chega a ser anunciado mas nunca seria gravado. 

André Almeida sai da banda durante 1987. O grupo nunca mais teria voz humana e passou a ter a participação de músicos como o saxofonista Rodrigo Amado (o primeiro concerto foi em Outubro de 1987 na Galeria Monumental) ou o violinista Mário Resende (dos Seres e Duplex Longa).

Em Janeiro de 1996 apareceu uma notícia no jornal "BLITZ" a dizer que a Independent Records poderia editar um CD com os temas gravados pelo grupo em Maio e Setembro de 1984. A cassete, na posse de Paulo Miranda, incluía os temas "Kahahari" e "Conviction" (ambos em duas versões), uma versão de um tema dos Bauhaus, o instrumental "The Orchid" e mais seis temas.

O disco "The Life Of He" consta da selecção do jornal Público com "Os Melhores Álbuns da Música Popular Portuguesa".

DISCOGRAFIA
The Life Of He (Máxi, Alliance Records, 1985)
Ao Vivo no Rock Rendez-Vous (1984) - The Life of He 
Divergências (1986) - We Built Citie

NO RASTO DE...
João Roberto casou e dedicou-se aos estudos, de física e biologia. (JN)

O baterista Luís San Payo chegou a ensaiar com os Madredeus (nos primeiros ensaios do grupo) e fez parte dos Rádio Macau, Pop Dell' Arte e Entre Aspas. Colaborou também com Rodrigo Leão. Faz parte dos Irmãos Catita.

Paulo Monteiro fez parte dos Pop Dell´Arte.

André Louro esteve no Brasil, escreveu dois livros, pinta e «tem gravado a solo (em formato caseiro) coisas tipo "new age" que são superiores ao que fizemos nos Croix Sainte». (Paulo Miranda in BLITZ/96) André produziu o álbum "M" de Anamar (1997).

Paulo Miranda faz parte dos Infinite-E e dos The Unplayable Sofa Guitar. Tornou-se também produtor de nomes como Old Jerusalem, The Unplayable Sofa Guitar, entre outros.

Noticia retirada daqui

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Hércules


sábado, 15 de fevereiro de 2014

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Bolero


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Savage Beach


terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Cantores dos Anos 80 - Christopher Cross


As suas primeiras influências musicais passam pela música de Joni Mitchell e dos Beach Boys, mas é pelo rock mais pesado que começa a sua carreira. Transformou-se numa espécie de herói da guitarra, no Texas, quando tocava com a banda 'Flash'. De tal maneira, que foi a Christopher Cross que coube a honra de substituir Ritchie Blackmore num concerto dos Deep Purple. 

No início dos anos 80, decidiu-se por uma carreira a solo e, com o primeiro disco, arrecadou logo 4 prémios Grammy! No ano seguinte, 'Best that I can do' fez parte da banda sonora do filme 'Arthur' com Liza Minnelli e Dudley Moore e deu a Christopher o Óscar pela melhor canção para banda sonora nesse ano. 

Do segundo álbum, editado em 1983, saíram mais três grandes êxitos: 'Think of Laura', 'No Time For Talk' e 'All Right'. Dois anos depois, o novo disco já não conseguiu vender tão bem, nem chegar sequerà lista principal dos Top's. Depois deste, Christopher Cross ainda gravou mais três discos que embora tenham sido até bastante bem avaliados pela crítica musical, não chegaram a conquistar o público em geral. Cross não lança nenhum disco com canções inéditas desde 1998, mas está longe de viver desligado da música.

Atualmente dedica-se a compor para a sua filha Madison, agora em início de carreira, também como cantora, e, segundo disse numa entrevista, Christopher Cross está a preparar um disco com as melhores músicas da sua carreira, mas cantadas em espanhol.

Noticia retirada daqui

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Duro como Aço


sábado, 8 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - O Milagre da Rua 8


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Grupos Musicais Portugueses - Crise Total


Grupo de punk do Algueirão formado em 1983. A primeira formação incluía Manolo (voz), João Filipe (bateria), Rui Ramos (guitarra) e Paulo Ampola (baixo). 

No ano seguinte participaram no 1º Concurso do Rock Rendez-Vous. O tema "Assassinos no Poder" foi incluído no alinhamento da compilação "Ao Vivo no Rock Rendez-Vous em 1984" da Dansa do Som.

Em fins de 1984, Pêjó entrou para o lugar de Ampola. Voltam a participar no 2º Concurso do Rockpágina sobre o grupo Rendez-Vous.

No dia 6 de Março de 1986 realizou-se no Rock-Rendez Vous o concerto de despedida dos Crise Total.

Em 12/7/1986 participaram num festival Punk no Porto com os Cães a Morte e o Desejo, Cagalhões e Kú de Judas. Em Dezembro actuaram no concerto Rock Ibérico/86.

João Filipe vai para o Canadá e Manolo também abandona o grupo.

Em 1987 entram para o grupo Tiago (voz) e Rui Barata (bateria). Manolo regressa em 1988. O grupo acaba por terminar em 1988 após concertos com os Bastardos do Cardeal e Morituri.

Em 1995, os Crise Total regressaram com a ideia de gravar as músicas que tocavam anteriormente. Se a coisa tivesse impacto até poderiam continuar a tocar e a fazer mais coisas. A João Filipe, Rui Ramos e Pêjó (este na guitarra) juntaram-se os ex-Subcaos Xico (voz) e Libelinha (baixo).

Após alguns meses de ensaios gravaram o CD "E a Crise Continua", que foi editado através da Fast' N'Loud, preenchido com 16 temas relativos à primeira encarnação do grupo. Pejó saiu pouco tempo depois e foi substituído por Daniel.

Xico sai do grupo. Em Abril de 1997, Miguel (vocalista dos M.A.D.) estreou-se ao vivo num concerto do Café Central. Apresentaram temas do seu segundo álbum que foi gravado neste ano.

Em Setembro de 2003, a editora Zero Work Recs lançou o álbum "Suicídio Involuntário", gravado originalmente em 1997, com Miguel nas vocalizações.

Manolo junta-se ao grupo nas comemorações dos 25 anos da banda. É editado um disco ao vivo gravado no RRV.

DISCOGRAFIA
E a Crise Continua (CD, FNL, 1996)
Suicídio Involuntário (CD, Zerowork, 2003)
Bem Viva No RRV (CD, Subsoundz, 2008)
Ao Vivo No Rock Rendez Vous em 1984 (1984) - Assassinos No Poder
Caos em Portugal (1997) - Prefiro / A Crise Continua
Raridades Vol.1 (2009) -

NO RASTO DE...
Rui Ramos está nos Rolls Rockers. Fez parte dos Profilaxia (com Manolo) e dos Feijão Freud (com João Filipe e Pêjó). 

Xico  formou os No Counts que depois mudariam de nome para The No-Counts Doctrine of Mayhem. Também esteve nos Rolls Rockers.

Paulo Pereira (Ampola) foi um dos fundadores dos Censurados. É sargento na Marinha.

João Filipe está nos Açores, onde trabalha em aspectos técnicos ligados à música. (JN) João Filipe esteve vários anos no Canáda, regressou a Portugal em 1995.

Noticia retirada daqui

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Spaceballs


quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - Ator

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Anos 80 - Cinema - The Last Starfighter


sábado, 1 de fevereiro de 2014

Pepsi e Shirlie


Estas duas meninas ficaram sobretudo conhecidas, como 'backing vocals' dos Wham. Quando o projeto de George Michael e Andrew Ridgeley terminou, Pepsi e Shirlie arriscaram uma carreira em dupla. Não correu mal, mas foi breve. Ficaram-se pela edição de dois álbuns. Do primeiro disco, em 1987, 'Heartache' chegou ao segundo lugar do top do Reino Unido e 'Goodbye Stranger' ainda conquistou um 9º lugar. O segundo passou de tal maneira despercebido, que Pepsi and Shirlie decidiram seguir outros caminhos. 

Shirlie é, atualmente, uma das pessoas responsáveis pelo site oficial de George Michael e vive em Londres com os dois filhos e o marido, Martin Kemp, dos Spandau Ballett. 

Pepsi dedicou-se ao teatro musical nos anos 90 e, para além de ter feito coros para alguns artistas, também viajou em tournée, como solista, com Mike Oldfield. Hoje, mora em Norwich, Inglaterra, embora tenha vivido durante muitos anos na Nova Zelândia onde trabalhava numa loja. 

Pepsi e Shirlie ainda apresentaram, no VH1, um programa de tributo a George Michael e, em 2000, regressaram em força como 'backing vocals' na música 'Bag it up' da ex-Spice Girl, Geri Halliwell.

Noticia retirada daqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...