segunda-feira, 31 de março de 2014

Cantores dos Anos 80 - Feargal Sharkey


Olhar para esta fotografia e juntar-lhe a voz semi-trémula, a cantar 'A Good Heart' rapidamente se percebe que Feargal Sharkey é o senhor em destaque no Ficheiro desta semana. Escrita por Maria McKee, 'A Good Heart' é até hoje, considerada uma das canções pop mais fortes da época e, na verdade, foi a música que obteve maior êxito em Portugal. Do mesmo ano 'You Little Thief' também se fez ouvir nos melhores lugares das tabelas Mundiais. Não só foram estas as músicas de maior sucesso, como, ainda por cima, são fruto (resultado) de uma história muito curiosa. Benmont Tench, um dos elementos da banda de Tom Petty, escreveu 'You Little Thief' a respeito da sua relação com Maria McKee. Em resposta, e referindo-se a ele, Maria McKee escreveu 'A Good Heart'. 

No início dos anos 90, Sharkey manteve-se na música, mas como manager e, em 1998, e por cinco anos seguidos, desempenhou um importante papel como membro da Autoridade para a Rádio em Inglaterra. Foi um alto funcionário do Governo britânico e, atualmente é o Presidente da Sociedade Britânica dos Direitos de Autor.

Noticia retirada daqui

sábado, 29 de março de 2014

Grupos Portugueses - Da Vinci


Nos anos 70, Pedro Luís fez parte dos Tantra (substituiu Armando Gama logo após a edição do álbum "Mistérios e Maravilhas") e trabalhou como arranjador e teclista de nomes como Carlos Mendes e Paulo de Carvalho.

Em 1982, Pedro Luís forma os Da Vinci, conjuntamente com Iei Or [em hebraico significa "Faça-se Luz"] e João Heitor. O single de estreia incluía os temas "Lisboa ano 2000" e "Fantasmas". Em 1982 é editado o single "Hiroxima (Meu Amor)", que ainda obtém mais sucesso chegando a disco de prata.

Em 1983 editam o álbum "Caminhando" e o single "Xau Xau de Xangai".

Entra para a banda o ex-Beatnicks Fernando António. O  single "Anjo Azul" é lançado em 1984.

O single "Momentos de Paixão" é editado em 1985. Nas gravações participaram Celso de Carvalho e Manuel Cardoso. A capa do disco é da autoria de Jorge Colombo. 

Em 1986 é lançado o single "Prince Of Xanadu". 

Mudam de editora e editam o LP "A Jóia No Lótus", em 1988, do qual foi extraído o single "Baby (Foi Tudo Por Amor)".

Em 1989 ganham o Festival RTP da Canção com o tema "Conquistador" e representam Portugal em Lausanne (Suíça), no Festival da Eurovisão. Na altura do festival o grupo era formado pelo casal Lei Or e Pedro Luís, pelo guitarrista Ricardo (ex-TNT), pelo baterista Joaquim Andrade e pelas irmãs Sandra e Dora Fidalgo nos coros. 

É lançado o álbum "Conquistador" com os temas de "A Jóia No Lótus" mais os temas do single "Conquistador".

Em 1990 é editado o álbum "Dança dos Planetas" que inclui temas comos "Nasci em Portugal" e "Num Tapete Voador". Ainda nesse ano é editado um CD que agrupa os álbuns "Conquistador" e "Dança dos Planetas".

O álbum "Entre o Inferno e o Paraíso", uma edição Polygram, é lançado em 1993.

Em 1995 lançam pela Movieplay o CD "Oiçam" que reúne, para além dos temas inéditos, uma remix de êxitos antigos ("Da Vinci Old Medley") e versões de 'Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades" e "O Vento Mudou".

Em 1999, os Da Vinci comemoraram os seus 17 anos de carreira com o lançamento do álbum "Momentos de Paixão".

DISCOGRAFIA
Caminhando (LP, Polygram, 1983)
A Jóia no Lótus (LP, Discossete, 1988)
Conquistador (LP, Discossete, 1989)
Dança dos Planetas (LP, Discossete, 1990)
Conquistador - Dança dos Planetas  (Compilação, Discossete, 1990)
Entre o Inferno e o Paraíso (CD, Polygram, 1993)
Oiçam (CD, Movieplay, 1995)
Momentos de Paixão (CD, CD7, 1999)

SINGLES
Fantasmas/Lisboa Ano 10000 (Single, Polygram, 1982)
Hiroxima (Meu Amor)/1001 Noites (Single, Polygram, 1982)
Xau Xau de Xangai/Lágrimas de Prazer (Single, Polygram, 1983)
Anjo Anzul/Vivo Na Selva (Máxi-Single, Polygram, 1984)
Momentos de Paixão/Shock Waves No Meu Video (Single, Polygram, 1985)
Prince Of Xanadu/Prince of Xanadu (instrumental) (Single, Polygram, 1986)
Baby (Foi Tudo por Amor)/Por Cima de Um Vulcão (Single, Discossete, 1989)
Conquistador/Love Conquistador (Single, Discossete, 1989)

COMPILAÇÕES SE
O Melhor de 2 - Trabalhadores do Comércio/Da Vinci (Compilação, Universal, 2001)

NO RASTO DE...
Pedro Luís está ligado à composição de jingles publicitários e continua a fazer arranjos para outros músicos.
João Heitor é músico de jazz.
Fernando Santos produziu discos de Lara Li e Midus, entre outros. Formou os Zanzibar que lançaram o disco "Terra de Ninguém".

Notícia retirada daqui

quinta-feira, 27 de março de 2014

terça-feira, 25 de março de 2014

domingo, 23 de março de 2014

sexta-feira, 21 de março de 2014

quarta-feira, 19 de março de 2014

Cinema dos Anos 80 - Hot Dog

segunda-feira, 17 de março de 2014

sábado, 15 de março de 2014

quinta-feira, 13 de março de 2014

terça-feira, 11 de março de 2014

Cinema dos Anos 80 - New York 1997


domingo, 9 de março de 2014

Cinema dos Anos 80 - Happy Together

sexta-feira, 7 de março de 2014

quarta-feira, 5 de março de 2014

segunda-feira, 3 de março de 2014

sábado, 1 de março de 2014

Nasceste antes de 1986 ?

Nasceste antes de 1986? 
Então lê isto... 
Se não tens...lê na mesma.. 
Esta merece!!!!! 

Deliciem-se... 

Nascidos antes de 1986. De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que nascemos nos anos 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas com cores bonitas, em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes lambíamos e mordíamos.
Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas "à prova de crianças", ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas. 
Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes. 
Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags, viajar á frente era um bónus. 
Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem. 
Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá fora. 
Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso. 
Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que esquecemos de montar uns travões. Depois de acabarmos num silvado aprendíamos. 
Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que estivéssemos em casa antes de escurecer. 
Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso. 
Não tínhamos PlayStation, X Box. 
Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema, telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet. 
Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua. 
Jogávamos ao elástico e à barra e a bola até doía! 
Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre sem processos em tribunal. 
Havia lutas com punhos mas sem sermos processados. 
Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de sermos apanhados. 
Íamos a pé para casa dos amigos. 
Acreditem ou não íamos a pé para a escola; 
Não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem. 
Criávamos jogos com paus e bolas. 
Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem. Eles estavam do lado da lei. 
Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre. 
Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas. 
Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos a lidar com tudo. 

És um deles? 
Parabéns! 

Passa esta mensagem a outros que tiveram a sorte de crescer como verdadeiras crianças, antes dos advogados e governos regularem as nossas vidas, "para nosso bem". 
Para todos os outros que não têm idade suficiente pensei que gostassem de ler acerca de nós. 
Isto, meus amigos é surpreendentemente medonho... E talvez ponha um sorriso nos vossos lábios. 
A maioria dos estudantes que estão hoje nas universidades nasceu em 1986. 
Chamam-se jovens. 
Nunca ouviram "we are the world" e uptown girl conhecem de westlife e não de Billy Joel. 
Nunca ouviram falar de Rick Astley, Banarama ou Belinda Carlisle. 
Para eles sempre houve uma Alemanha e um Vietname. 
A SIDA sempre existiu. 
Os CD's sempre existiram. 
O Michael Jackson sempre foi branco. 
Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar que aquele gordo fosse um dia um deus da dança. 
Acreditam que Missão impossível e Anjos de Charlie são filmes do ano passado. 
Não conseguem imaginar a vida sem computadores. 
Não acreditam que houve televisão a preto e branco. 
Agora vamos ver se estamos a ficar velhos: 
1. Entendes o que está escrito acima e sorris. 
2. Precisas de dormir mais depois de uma noitada. 
3. Os teus amigos estão casados ou a casar. 
4. Surpreende-te ver crianças tão á vontade com computadores. 
5. Abanas a cabeça ao ver adolescentes com telemóveis. 
6. Lembras-te da Gabriela (a primeira vez). 
7. Encontras amigos e falas dos bons velhos tempos. 
8. Vais encaminhar este e-mail para outros amigos porque achas que vão gostar. 

SIM ESTÁS A FICAR VELHO heheheh , mas tivemos uma infância do caraças
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...