sexta-feira, 11 de março de 2016

Grupos Musicais dos Anos 80 - NZZN

Naquela altura [início da década de oitenta] era um pouco mais fácil conseguir um contrato discográfico e nem sequer se utilizavam demo-tapes, Zica, ex-baterista dos NZZN, recorda como foi: «Nós éramos uma banda de "covers" de Van Halen e AC/DC. Começámos a tocar na zona de cascais e a certa altura fartámo-nos de fazer versões e resolvemos fazer originais.

Porque nessa altura a Vadeca estava a apostar em bandas portuguesas, contactámos a Vadeca. Ensaiávamos na Associação Popular de Paço D'Arcos e tínhamos duas ou três música feitas:"Vem Daí", "Deixa Arder" e pouco mais. O Idílio Viana foi ver-nos à sala de ensaio e gostou... Depois foi editado o single "Vem Daí"... 

Na altura tivemos o apoio dos UHF, que foi decisivo para a nossa carreira porque o Mário Dimas decidiu pegar nos NZZN e fazer a primeira parte dos UHF durante um verão, e, nesses anos, onde os UHF actuavam era enchente certa. A partir daí compramos um P.A. da Furacão e tornamo-nos  autónomos e a seguir fizemos o single "Gajos da Sorte". Fizemos concertos por todo o lado e seguiu-se a grande aventura do LP.

Em 1984 gravámos o disco nos estúdios Valentim de Carvalho, mas devido à inexperiência dos produtores (gravámos com o Tó Pinheiro da Silva e produção de Mike Sargeant) não saiu o som que queríamos. Foi um desastre, a crítica não perdoou, e como o álbum se chamava "Forte e Feio" [alinhamento: "Brigada Rock", "Infringindo a Lei", "Fogo Posto", "Participe no Concurso", "Vem Daí", "Heavy Metal", "Paga e Não Bufes", "Morde Aqui... A Ver Se Eu Deixo" e "Desgoverno (Nacional)"] ainda mais pancada recebemos. Depois houve problemas internos e a banda acabou por se desintegrar».

Os NZZN, a banda acrónima de Necas, Zica e Zé Nuno, foi a primeira em Portugal a enveredar pelos sons do "heavy metal". Havia até quem augurasse um futuro dourado àqueles que ousassem romper as malhas e se assumissem como pioneiros da onda mais pesada do rock em Portugal. A verdade é que o sucesso, uma vez mais, durou apenas dois anos.

Os NZZN ganharam lugar na história como criadores do primeiro single português de "heavy metal" - "Vem Daí" - lançado em 1980 e que disparou para o primeiro lugar do top do popularíssimo programa radiofónico Rock em Stock. Mas para finais do ano seguinte já a banda se dissolvia por falta de contratos. "Estávamos na contra-maré", dispara Necas, o ex-guitarrista da banda. "O que fazíamos e que sempre fizemos foi um hard-rock pesado, mas o que estava mesmo a dar era o new wave", explica. O ex-baixista do grupo, Zé Nuno, deixa as coisas claras: "Os discos tinham que vender, se não se vendiam a editora deixava de apostar na banda. Nós estivemos em cima com o primeiro single, não estivemos mal com o segundo, mas depois, com o álbum, que já não vendeu o que se esperava, sentimos logo isso". "Na época até achei ingenuamente que o meu esforço de dez ou 20 anos como músico ia ser finalmente recompensado. E embarquei idioticamente naquilo, só percebendo mais tarde que as coisas não eram assim tão lineares. Senti algum desencanto mas não desisti. Continuo a tocar e até me estou a cagar para os tops", afirma Necas. "É mesmo assim", brinca Zica, "a certa altura sentimos que nunca mais voltaríamos a ser estrelas do rock'n'roll".

De resto, o ex-guitarrista dos NZZN defende mesmo que este "boom" do rock português "foi algo criado artificialmente e a prova é que não durou mais do que dois ou três anos. Não havia circuito, não tínhamos mercado para termos aí umas 50 mil bandas a gravar". Mas, ainda assim, os NZZN embarcaram também na euforia. "É claro que optámos logo por cantar em português. Caramba, se somos portugueses porque é que não havíamos de cantar na nossa língua? ...Para além de que já vinham lá de fora coisas mais do que suficientes em inglês", diz Zica.

FORMAÇÃO
Armindo (voz); Necas (guitarra); Zica (bateria); Zé Nuno (baixo) 
[aquando da edição do álbum já estava Paulo no Baixo]

DISCOGRAFIA
Vem Daí/Deixa Arder (Single, Vadeca, 1981)
Trip Fixe/Gajo de Sorte (Single, Vadeca, 1981)
Forte e Feio (LP, Vadeca, 1982)

NO RASTO DE...
Zica teve um programa de rock ("Boca do Inferno") na Rádio Marginal. Já reformado da Tap é animador cultural e tem escrito textos para programas de humor como os "Malucos do Riso". 

Necas é funcionário do Tribunal de Justiça.

Necas e Zica tem um grupo de bares chamado "Atitude Rude". No dia 30/12/1994, os NZZN deram um concerto no Ruína Bar, com os Atitude Rude.

Zé Nuno voltou a estudar e é hoje engenheiro na C.M. Lisboa. 

Biografia retirada daqui

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Recomendamos ...